Cantando na Chuva!

 

Olá amiguinhos e amiguinhas, como estão? Como estamos? Como foram suas férias? Como foi o Carnaval? Como foi o ano novo? Como foi o natal? – Puta que pariu, só agora eu percebi que abandonei o blog por muito, muito, muito tempo… Enfim, hoje (bem, são 4 da manhã e eu ainda não entendo porque eu só escrevo para esse blog de madrugada) eu senti a necessidade de escrever de novo e talvez saia um texto novo do blog, bem essa colocação é desnecessária porque se você está lendo, o texto obviamente saiu e… não se importe com isso, toma a imagem de um gatinho: =^.^=

Bem, as madrugadas são (assim como o chuveiro, a janela do ônibus, as aulas de matemática e as missas de domingo) um ótimo local para deixar o pensamento ir longe e meditar… Se deixar levar pelo momento… E dessa vez o momento me levou para um local muito, muito bom…

Antes de mais nada, eu me sinto meio idiota escrevendo esse texto, mas não menos idiota do que ele parece…

Quem nunca, né?

NÃO! Dessa vez eu não estou falando daquele tipo de amor livre e incondicional, NÃO, já tivemos o bastante desse tipo por aqui! Eu to falando de coisa melhor… Quem quer algo morno e sincero quando se pode ter algo instável e muito, muito quente? QUALÉ, SEJAMOS SINCEROS! Todos temos um ideal de paixão tórrida, com duas pessoas se desejando tão loucamente que nada mais importa, todos temos esse ideal, mas acabamos abrindo mão parcialmente dele, porque ele é difícil, porque as coisas esfriam, porque somos inseguros, e blá, blá, blá…

Mas foda-se o que pode vir a acontecer, eu to falando daquele primeiro momento onde tudo parece possível e nada é tão complicado ou cansativo… Aquele momento em que você tá mais feliz que pinto no lixo!

Não é complicado ou tão poético, é paixão… É disso que eu to falando, aquilo que queima e te faz querer estar no meio do fogo aproveitando cada faísca sem se importar com as queimaduras, aquilo que faz você se sentir completo e forte, potente, corajoso, como se nada no mundo pudesse te parar…

Não sabe do que eu estou falando? Pior pra você

Por mais piegas, brega e cafona que isso possa parecer, quando você sente isso, você fica exatamente desse jeito:

Oh Gene Kelly, não é a toa que sua dança na chuva se tornou um clássico, ela expressa muito bem o que é a paixão.

Fazia meses que eu não sentia isso e eu quase havia me esquecido de como é…

” like a dick in the garbage ” – N

Se o amor é o sentimento mais nobre e necessário, a paixão é uma versão rock and roll dele… Mais pesada, mais rápida, mais dramática, mais elétrica, mais perigosa. É como se fosse a engrenagem maior, aquela que consegue fazer todas as outras girarem magnificamente depois de encaixada, aquela que faz tudo realmente fazer sentido. Acho que é isso que querem dizer quando falam “viver com paixão”, é viver cada segundo, aproveitar cada momento e realmente viver e deixar que isso se alastre… E eu me sinto ridículo por ter perdido essa engrenagem por um tempo, por ter acredito que ela não existia, por ter me contentado com o meio termo… O lado bom é que não importa o quão descrente ou acomodado você tenha se tornado, o quão você ache que não acredita mais no amor ou o quanto você pense que só uma pessoa pode te fornecer aquilo… Não importa o tamanho da dúvida, quando você se pega cantando na chuva, tudo perde o sentido, você queira ou não…

What a glorious feeling
I’m happy again
I’m laughing at clouds
So dark up above
The sun’s in my heart
And I’m ready for love

É isso o que eu quero, é isso o todos queremos!

Então é isso que eu proponho nesse texto, que todos aqui, você, você e VOCÊ! Procure algo que te faça sentir dessa forma, algo que te encha e preencha, algo que te deixe puramente feliz e completo, algo e não necessariamente alguém, algo que faça todo o resto fazer sentido, o que importa é viver com paixão, porque ela deixa tudo melhor.

cantando-na-chuva

E se acabar? Acabou! Não se desespere se o combústivel entrar na reserva. Uma das lições mais importantes é

Só quando uma coisa acaba, outra pode começar

E mais uma vez você vai sentir como se pudesse mover o mundo com a palma da sua mão!

 

Can’t explain all the feelings that you’re making me feel
My heart’s in overdrive and you’re behind the steering wheel

I Believe in a thing called love / The Darkness

Anúncios